Marca Mi Casa Tu Casa, Minha Casa Sua Casa

Mi Casa, Tu Casa ∙ Minha Casa, Sua Casa é um projeto desenvolvido pelo Joca, primeiro jornal de notícias voltado ao público infantojuvenil do Brasil, em parceria com a organização internacional Hands On Human Rights, especializada em Direitos Humanos, e o ACNUR, agência da ONU para refugiados. Nosso objetivo é proporcionar acolhimento e contribuir para a continuidade da educação de milhares de crianças e adolescentes refugiados e migrantes venezuelanos em Roraima.


Para isso, estamos arrecadando livros, cartas e recursos para a construção de armários-bibliotecas no estado. Acompanhe nossas metas e veja como participar!

Nossas Metas

Acompanhe a evolução do projeto

*Última atualização em 02/08/2021

Ícone livros

Livros Arrecadados

Meta:

5.000 livros

Arrecadado:

37.752 livros

Percentual Atingido:

755%

Ícone cartas

Cartas Arrecadadas

Meta:

3.000 cartas

Arrecadado:

4.618 cartas

Percentual Atingido:

153%

Ícone dinheiro

Crowdfunding

Meta

R$ 350.000,00

Arrecadado:

R$ 58.292,35

Percentual Atingido:

16,6%



Para onde destinamos os valores arrecadados no crowdfunding?


  • Compra de materiais para construção dos armários-bibliotecas;
  • Contratação de mão de obra;
  • Envio dos livros arrecadados de São Paulo (onde são recebidos) para Roraima;
  • Compra de selos e envelopes para a troca de cartas;
  • Envio de 540 números do jornal Joca a abrigos e pontos de acolhida de refugiados e migrantes em Roraima ao longo de um ano (equivalente a 30 assinaturas anuais do jornal);
  • Contratação local de um gestor para o projeto em Roraima, responsável pela organização e execução de todas as etapas;
  • Aquisição de passagem aérea e estadia da equipe responsável pelo projeto para acompanhamento da montagem das bibliotecas e implementação do projeto;
  • Promoção de rodas de leituras e outras ações com jovens dos abrigos nas bibliotecas;
  • Dentre outros custos operacionais.





Com o Mi Casa Tu Casa Minha Casa Sua Casa, vamos construir pelo menos 13 armários-biblioteca em abrigos e/ou outros pontos de acolhida de refugiados e migrantes venezuelanos em Roraima entre os meses de julho de 2021 e julho de 2022. O número de armários-biblioteca que serão construídos no estado poderá variar dependendo dos montantes arrecadados pelo projeto (tanto em livros como pelo crowdfunding).


Cada armário-biblioteca foi orçado em R$ 26.900,00, já levando em consideração os custos com aquisição de matéria-prima, mão-de-obra, envio dos livros e edições do jornal Joca a partir de São Paulo e gestão local da biblioteca.  


A prestação de contas, indicando o destino de todo o valor arrecadado, será apresentada um mês após a conclusão do projeto. Os prazos para a construção dos armários-biblioteca poderão sofrer alterações dependendo (1) do montante arrecadado; (2) da situação sanitária envolvendo a pandemia de Covid-19 e (3) de eventuais questões jurídicas, econômicas, governamentais ou sociais na região.


Caso não seja possível construir os armários-biblioteca devido às questões (2) e (3) expostas acima, o valor arrecadado, assim como os livros, serão doados a instituições sem fins lucrativos ligadas ao ACNUR e/ou agências da ONU dedicadas à causa dos refugiados. 



Siga o projeto no Instagram @micasatucasa_brasil


Ilustração projeto de bibliotecas do projeto

Referência ilustrativa das bibliotecas que serão construídas pelo projeto.

Acreditamos que a leitura de livros infantojuvenis pode trazer um pouco de conforto, acolhimento e alegria às crianças e adolescentes migrantes e refugiados da Venezuela, reduzindo o sofrimento decorrente da saída de seu país de origem. Além de facilitar a introdução a uma nova língua e uma nova cultura, a leitura permite que esses jovens continuem aprendendo, construam novos conhecimentos, gerem ideias e planejem seu futuro.

Entenda como participar:

Foto criança de máscara segurando desenho das bandeiras da Venezuela e do Brasil

Doe livros infantojuvenis em português e espanhol

Crianças e jovens podem doar livros de sua biblioteca pessoal, arrecadar em suas escolas e comunidades ou solicitar doação a editoras e livrarias. Caso a doação seja da biblioteca pessoal, sugerimos que escreva uma dedicatória na primeira página sobre sua experiência com essa leitura e/ou uma mensagem de acolhimento ao futuro leitor.

Foto em que aparecem crianças venezuelanas desenhando

Escreva cartas para trocar com crianças e jovens venezuelanos

Conte como é sua vida no Brasil, as coisas que você mais gosta e experiências que esse jovem migrante poderá ter aqui. Sua carta será entregue a uma criança ou jovem refugiado em Roraima que poderá responder suas dúvidas e falar sobre suas experiências e expectativas.

Foto de ação realizada nos abrigos do Ancur

Crowdfunding

Financiamento coletivo

Escolas, famílias e instituições podem colaborar doando recursos para financiar os custos operacionais do projeto, como o envio dos livros e das edições do Joca a partir de São Paulo, a compra de selos e envelopes para a troca de cartas e a construção dos armários-biblioteca, que serão confeccionadas por marceneiros venezuelanos acolhidos em Roraima.


O que posso fazer?

Ícone pessoas, um homem e uma mulher

Crianças e jovens

• Doar livros infantojuvenis em português ou espanhol da própria biblioteca;

• Convidar familiares e amigos a contribuir para o projeto doando livros também;

• Contatar editoras e livrarias para que essas empresas doem;

• Escrever dedicatórias nos livros que serão doados, contando porque gostaram da história ou deixando alguma mensagem de acolhimento aos jovens venezuelanos que lerão o livro;

• Escrever cartas a crianças e jovens venezuelanos que estão temporariamente nos abrigos e em outros pontos de acolhida para refugiados e migrantes em Roraima, compartilhando suas experiências no Brasil e permitindo que eles contem um pouco de sua história e expectativas por aqui;

• Organizar, com apoio da escola ou da família, estratégias para apoiar o crowdfunding do projeto.

Ícone escola e família composta por homem, mulher e criança

Escolas e famílias

• Apoiar as crianças e os jovens na participação do projeto;

• Organizar o crowdfunding entre as famílias da comunidade escolar ou dentro da própria família ou grupo de amigos;

• Enviar os livros arrecadados e as cartas escritas para a redação do jornal Joca, que ficará responsável por enviar os materiais para Roraima;

• Depositar os valores levantados pelas crianças e jovens na conta responsável pela gestão do crowdfunding do projeto.


Já arrecadei livros, escrevi cartas e consegui contribuições financeiras. E agora?

Envie os livros e as cartas até dia 30 de junho de 2021 (data limite para recebimento) para a Editora Magia de Ler, onde fica a redação do jornal Joca:


R. Dr. Antônio Bento, 560, cj. 1007. Santo Amaro.

São Paulo - SP. CEP: 04750-001.


Se você mora fora da cidade de São Paulo e quer saber como doar ou entregar os livros arrecadados, entre em contato com a gente: micasa@magiadeler.com.br

Há três formas de participar do crowdfunding do projeto Mi Casa, Tu Casa ∙ Minha Casa, Sua Casa:

Você, seus pais ou sua escola podem depositar os valores arrecadados diretamente na conta da organização Hands On Human Rights, responsável pela gestão financeira do projeto.

Associação Hands On Human Rights

CNPJ 33.677.416/0001-06

Banco Itaú

Agência 2971

Conta Corrente 37088-3

Pix: 33.677.416/0001-06

Se preferir, acesse o app do seu banco, selecione as opções para o Pix e, depois, a clique para fazer a transferência via QR Code.


Também é possível doar por meio de uma vaquinha virtual criada pela atriz e diretora Danni Suzuki em parceria com o Joca e a Hands On Human Rights.

DOE PELO VAKINHA


............................................


Se você mora fora do Brasil, pode contribuir por meio da conta Paypal da Hands On Human Rights. Os dados estão abaixo.

DOE PELO PAYPAL

Envie o comprovante indicando o nome da escola ou da pessoa responsável pela doação para micasa@magiadeler.com.br.

As contribuições financeiras vão só até o dia 31 de agosto de 2021.


Recompensas para escolas participantes

As três escolas que mais mobilizarem seus estudantes poderão promover uma videoconferência entre seus estudantes e jovens e crianças venezuelanas refugiadas. O encontro, que tem o objetivo de promover um espaço de trocas, será organizado pelo ACNUR e pelo jornal Joca.


Serão três videoconferências* oferecidas para as escolas que:


1) Mais** enviar livros infantojuvenis para o projeto;

2) Mais** enviar cartas de seus alunos para as trocas que serão promovidas pelo projeto;

3) Mais** arrecadar fundos para o crowdfunding.


* Cada escola terá direito a apenas uma videoconferência, para que possamos oportunizar a mais crianças esse momento de diálogo e troca.

** Levaremos em conta o volume de contribuições em relação à quantidade de estudantes matriculados na escola que estiver mediando as doações. Será necessário indicar a quantidade de matrículas para ranqueamento de participação das escolas.



Atenção para as datas!


12/ABR

Lançamento do projeto

30/JUN

Data limite para recebimento dos livros e cartas

31/AGO

Data limite para crowdfunding



Dúvidas sobre como participar?

Entre em contato conosco:

Na mídia

NAÇÕES UNIDAS BRASIL

ONU Brasil

Bibliotecas “Mi Casa, Tu Casa” são implementadas em abrigos para refugiados de Boa Vista

02/08/2021

ACNUR Brasil

Jovens, refugiados e leitores: bibliotecas do “Mi Casa, Tu Casa” são implementadas em abrigos de Boa Vista

02/08/2021

Globo Play

Projeto incentiva envio de cartas para adolescentes refugiados

28/07/2021

Prefeitura de Indaiatuba

Alunos da Emeb Wladimir Olivier participam de projeto da ONU para Refugiados e "Jornal do Joca"

14/07/2021

Record

Mi Casa, Tu Casa - Minutagem 39:90

25/06/2021

O Globo

Atriz Danni Suzuki lidera campanha para ajudar crianças refugiadas e migrantes em Roraima

23/06/2021

Globo Play

Projeto quer construir armários-biblioteca para refugiados e migrante

22/06/2021

Rádio Tropical 94

TROPICAL NOTÍCIAS 2ª EDIÇÃO - MINUTAGEM 46:17

22/06/2021

Monte Roraima

22/06/2021

Mi Casa | Minutagem 12:23

A Tribuna

De mãos dadas com nossos vizinhos

13/06/2021

Jornal de Brasília

Danni Suzuki dirige vídeo com crianças e adolescentes para ajudar refugiados e migrantes venezuelanos

11/06/2021

Vam Magazine

Danni Suzuki dirige vídeo com crianças e adolescentes para ajudar refugiados e migrantes Venezuela.

10/06/2021

Meon

Projeto “Mi casa, tu casa” ajuda crianças e adolescentes refugiados em Roraima

09/06/2021

25/05/2021

A Cidade On

Escolas de Campinas participam de projeto para refugiados venezuelanos

18/05/2021

Hora Campinas

Programa une estudantes campineiros a crianças refugiadas da Venezuela

15/05/2021

Correio Braziliense

Joca e Acnur promovem projeto para acolher jovens refugiados venezuelanos

07/05/2021

Correio Braziliense

Joca e Acnur promovem projeto para acolher jovens refugiados venezuelanos

07/05/2021

Segs

Diretora do joca fala sobre iniciativa de ajuda às crianças venezuelanas

06/05/2021

Sua Escola Ideal

Mi Casa, Tu Casa: Jornal Joca E ACNUR Lançam Projeto Solidário Aos Refugiados Venezuelanos

05/05/2021

Segs

Mi Casa, Su Casa: escolas de Praia Grande participam de projeto em prol de refugiados venezuelanos

03/05/2021

Campinas Café

Mi Casa, Su Casa: escolas de Campinas participam de projeto em prol de refugiados venezuelanos

03/05/2021

Ao Corrente

Escolas de Praia Grande participam de cessão para refugiados venezuelanos

02/05/2021

O Maranhense

Mi Casa, Su Casa: escolas de São Luís participam de projeto em prol de refugiados venezuelanos

01/05/2021

Litoral Hoje

Escolas De Praia Grande Participam De Projeto Em Prol De Refugiados Venezuelanos

01/05/2021

Colégio Notre Dame

Professoras desenvolvem projeto social-educativo com alunos do 6º ao 8º ano

01/05/2021

Diário do Litoral

Escolas de Praia Grande participam de projeto em prol de refugiados venezuelanos

01/05/2021

24 Brasil

Mi Casa, Su Casa: escolas de João Pessoa e Campina Grande participam de projeto em prol de refugiados venezuelanos

01/05/2021

Turismo em Foco

Mi Casa, Su Casa: escolas de João Pessoa e Campina Grande participam de projeto em prol de refugiados venezuelanos

30/04/2021

Folha do Condomínio

Escolas de SP integram projeto humanitário “Mi Casa, Tu Casa”

30/04/2021

Jornal Joca

Joca e ACNUR convidam jovens para ação com refugiados e migrantes da Venezuela

12/04/2021



Jovens voluntários engajados

Três jovens muito engajados, Alma C., Bia A. e João Pedro F., entrevistaram Jose Egas, representante do ACNUR no Brasil

Confira a entrevista completa no site do jornal Joca.

VER ENTREVISTA



Mural de Iniciativas

Conheça as iniciativas que estão sendo feitas para ajudar a ação.

Criado com o Padlet


Realização: